Organização de Jovens Espíritas

Um mundo melhor OJE!

Conheço muitas pessoas que já foram a uma taróloga e tiveram algumas revelações surpreendentes. O que vocês pensam sobre essas atividades relacionadas às cartas de tarô? Qual a visão Espírita?

Abraços,

Luciana

Exibições: 2183

Responder esta

Respostas a este tópico

Eu acredito que só é mostrado o que Deus permite que você veja, seja pelo tarô ou qualquer outra prática de previsão.

Olá Luciana,
Pois bem, creio que ninguém trará a "visão espírita", pois seria muita pretensão exprimir a resposta de uma Doutrina.
Todavia, Kardec durante a obra da Doutrina Espírita convidou-nos a utilizar a razão em todos os casos.
Utilizando a minha razão, concebo que não faz sentido nenhum o ritual das "adivinhações". É importante deixar claro que "cartas de tarô" nada tem a ver com a Doutrina Espírita.
Acho possível a pessoa que "joga as cartas" ser médium e em raros casos, devido a isso, "captar" algo. Todavia, uma pessoa que "joga as cartas" muitas vezes cobra por isso... além disso, se a pessoa acredita que a resposta está nas cartas e não numa possível mediunidade notamos a falta de esclarecimento racional... Assim, juntando uma pessoa que cobra pela mediunidade, bem como sem esclarecimento racional, podemos constatar o nível dos espíritos afins dela.
Vale lembrar que NENHUM espírito superior faz previsões, muito menos se preocupa com acontecimentos corriqueiros da vida de cada um.
É inegável que o Espiritismo, essencialmente, como fato natural, como lei da vida, é de todos os tempos, encontra-se ainda que de modo difuso ou velado no alicerce de todas as crenças imortalistas, razão por que deve ser concebido não como uma seita particular e sim como elemento capaz de fortalecer as diversas religiões e abrir caminho para que elas se encontrem com as várias ciências, levando o homem a cumprir de maneira integral seu destino neste mundo, através do desenvolvimento tanto das potencialidades sentimentais quanto intelectivas. Assim sendo, nada impede que um católico, um teosofista, um amante da umbanda ou do esoterismo seja também espírita, em face do caráter universalista, cósmico, do Espiritismo, e quem quiser defender esta posição certamente descobrirá algumas frases de Allan Kardec para se apoiar. Contudo, somente será espírita em parte, e não de modo completo, pois é igualmente indiscutível que a verdadeira Doutrina Espírita está no ensino que os Espíritos deram (“O Livro dos Espíritos”, introdução, item XVII), e tal ensino é suficientemente claro quando estabelece os fundamentos de uma filosofia racional (idem, Prolegômenos) que incompatibiliza a teoria e prática do Espiritismo com tudo aquilo que tem sabor místico e é destituído de conteúdo lógico. Daí porque ninguém pode ser fiel à causa espírita se deixar de agir com bom senso.

 

Segue uma entrevista do Richard Simonetti, a qual ele discorre sobre astrologia:

 

01 – Os astros governam nossa vida?
Apenas no imaginário popular, sempre propenso a aceitar fantasias sobre os mistérios do destino humano. Há pessoas especializadas em ler o nosso futuro na borra do café. ninguém perde dinheiro apostando na ingenuidade humana.


02 – Mas a Astrologia é milenariamente cultivada, situada como uma complexa ciência…
Para os sonhadores… Astronomia, esta sim, uma ciência, demonstra que os movimentos dos astros não guardam a mínima relação com o destino das pessoas. 

03 – O fato de nascermos sob determinado signo, uma conjunção de astros no céu, no dia de nosso nascimento, não influi, de certa forma, em nossa personalidade, em nossa maneira de ser?
Nossa personalidade é fruto de experiências pretéritas, em vidas anteriores. Admitir que o indivíduo possa ser manso ou um troglodita, ter ouvido afinado ou não saber distinguir um fá de um dó, ter vocação para o estudo ou odiar livros, por influência astrológica é algo tão extravagante quanto a doutrina das graças, segundo a qual deus teria seus escolhidos para a salvação. e a justiça, onde fica?

04 – Como explicar o fato de que os horóscopos definem o perfil psicológico da pessoa, de conformidade com seu signo?
O perfil psicológico no horóscopo é feito de generalidades. as pessoas sempre se encaixam em algumas características apresentadas. Se consultarmos os doze signos do zodíaco verificaremos que em todos há algo de nossa personalidade. 

05 – E quanto ao dia-a-dia? Há pessoas que lêem diariamente seu horóscopo com boa margem de acertos.
Também é feito de generalidades. Algo como dar tiros no escuro. Alguns atingirão o alvo. considere, ainda, que sob influência do horóscopo as pessoas criam condicionamentos. Digamos que eu leia que o dia não me será favorável; terei dissabores e contrariedades. admitindo essa idéia assumirei uma postura negativa que me levará a ver dissabores e contrariedades nas rotinas diárias e até contribuir para que aconteçam.


06 – E poderia ser o contrário?
Exatamente. Se eu me convenço, porque li no horóscopo, de que meu dia será maravilhoso, assim tenderá, porquanto estarei estimulado a cultivar o bom humor, convicto de que tudo correrá bem. 

07 – Seria tudo condicionado ao poder de nossa mente?
Isso é elementar. Por isso a recomendação basilar do oráculo de delfos, não é: “homem, conhece a astrologia”. Recomenda “homem, conhece-te a ti mesmo”. Na medida em que nos aprofundarmos nesse imenso universo que é a nossa alma, decifraremos com muito mais propriedade o nosso destino.

08 – E a opinião do Espiritismo?
No livro A Gênese, capítulo 7, Allan Kardec destaca a impropriedade da Astrologia, abordando fatos científicos. A pá de cal sobre o assunto está na questão 867, de O Livro dos Espíritos. Pergunta o codificador: Donde vem a expressão: Nascer sob uma boa estrela? Respondem os espíritos mentores, incisivamente: Antiga superstição, que prendia às estrelas os destinos dos homens. Alegoria que algumas pessoas fazem a tolice de tomar ao pé da letra.

 

Bom, é isso. Espero ter ajudado!

Oi Luciana,

 

No Espiritismo não temos práticas de adivinhação (tarô, busios, leitura de sorte pelas mãos, marca do café na caneca, e tantas outras práticas misticistas que aqui não cabe listar).

Espíritos superiores não se prestam a isso. O que nos é oculto e, porventura, deva vir ao nosso conhecimento, é revelado espontaneamente (coisa raríssima) - vide questões 392, 399 e 868 de OLE.

Não devemos ir atrás de informações sobre o passado ou o futuro, sob pena de iniciar um processo obsessivo, pois só espíritos de baixa evolução se disporiam a responder nossas perguntas de interresse terreno.

 

Kardec alerta:


"Ainda aí o que há é o resultado de incompleto estudo do Espiritismo e de falta de experiência. Aquele a quem os Espíritos mistificam, geralmente é mistificado por lhes perguntar o que eles não devem ou não podem dizer, ou porque não se acha bastante instruído sobre o assunto, para distinguir da impostura a verdade.

Muitos, aos demais, só vêem no Espiritismo um novo meio de adivinhação e imaginam que os Espíritos existem para predizer a sorte de cada um. Ora, os Espíritos levianos e zombeteiros não perdem ocasião de se divertirem à custa dos que pensam desse modo. É assim que anunciarão maridosàs moças; ao ambicioso, honras, heranças, tesouros ocultos, etc. Daí, muitas vezes, desagradáveis decepções, das quais, entretanto, o homem sério e prudente sempre sabe preservar-se."


(A gênese, 1a parte, cap. III - do método , item 25)

 

Portanto, não perdemos tempo com essas coisas. Melhor é direcionar nossas energias para o estudo e o autoconhecimento.

=)

Olá Luciana!!

Concordo com o Gabriel.

Muitos praticantes do Tarô assim como da quiromancia, dos buzios e outros mais realmente até possuem uma mediunidade mais "aflorada" do que a nossa (lembrando que todos somos médiuns).

O grande problema é que usam desta "faculdade" para proveito próprio e muitas vezes para prejudicar outros na finalidade de satisfazer os desejos de seus "clientes".

Mas o grande problema que eu acho é que muitos se dizem "espíritas", razão pela qual acabam por generalizarem por comparação com a Doutrina Espírita codificada por Kardec.

Por isso, quem busca informações através das cartas de tarô, corre um grande risco de ser alvos de espíritos de baixa escala evolutiva e zombeteiros uma vez que espíritos de luz não ocupam seu tempo para satisfazer os desejos humanos que não acrescentará em nada na sua evolução espiritual.

 

Um abraço fraterno!

 

Sebastião

Olá Luciana,

Já vi espíritas no centro onde frequento que utilizam o tarô não só como ferramenta para predizer o futuro, mas como também para o autoconhecimento. E são pessoas que estão nessa doutrina há mais de 20 anos!!!

Estudo há três anos: tarô, astrologia e numerologia e posso te dizer que não vi até então, sombra de algum malefício ocorrido em minha vida. Alias, assim como conhecer a doutrina espírita kardecista quanto estudar essas artes esotéricas me trouxeram muitos "benefícios". Todas, são ferramentas que podem ser utilizadas para fazer o "bem". A astrologia favorece ao indivíduo um perfil traçado, de acordo com o posicionamento dos astro no seu horário de nascimento, processos inconscientes e conscientes que um indivíduo poderá manifestar na sua personalidade, tanto traços negativos quanto positivos. Os planetas, os aspectos e as casas onde os signos são posicionados oferecem essa oportunidade para a pessoa poder aprender mais sobre si mesma.

O Tarô e seus 78 arcanos são imagens simbólicas do nosso cotidiano, dos sentimentos humanos. O tarô não prediz necessariamente o futuro, mas como ele se formará de acordo com suas atitudes no presente e as do passado (ou seja, lei de causa e efeito constantemente)! Uma jogada de tarô, com um tarológo respeituoso, pode elucidar o indivíduo e trazer  luz questões que nem ele mesmo estava percebendo em situações conflituosas, dando a oportunidade de direcionar melhor suas escolhas, afinal, o livre arbítrio ainda nos é permitido!

Já a numerologia pode ser utilizada também como ferramenta de auto conhecimento, já que as letras do nosso nome são constituída por números (de acordo com a escala pitagórica) que podem dar um perfil básico da sua personalidade. O que você tem de negativo, positivo e quais os pontos que você deve concentrar para melhorar-se.

Todavia, infelizmente, com essas ferramentas caindo nas mãos de pessoas maliciosas e que visam o lucro sob o sofrimento alheio, é que essas artes foram tão deturpardas e desacreditadas. Pobres daqueles que foram queimados a alguns séculos atrás por associarem tais práticas a heresia. E hoje ainda, as pessoas que levam a sério esses estudos são muitas vezes alvo de preconceitos. Estaríamos vivenciando a inquisição silenciosa? 

O interessante seria não apenas buscar as respostas prontas, leia, procure mais sobre o assunto e faça bom uso do discernimento. Acredito que a mesma coisa foi com Allan Kardec e graças ao sua constância e persistência, nos trouxe estudos valiosos elucidando-nos sob a existência do mundo espiritual e que o espírito é muito mais do que imaginamos e que o termo infinito é pobremente o modo humano de se referir a algo que ele não sabe medir a grandiosidade do universo do Criador.

Responder à discussão

RSS

A OJE foi criada com o ideal da união de jovens espíritas, sua sede é em Uberlândia-MG onde trabalhamos para união de mocidades da cidade.

Badge

Carregando...

Notas

Confira os destaques do Movimento Espírita na Europa

Criado por Redação OJE 25 Jul 2010 at 19:11. Atualizado pela última vez por Redação OJE 25 Jul, 2010.

Filme "Nosso Lar" leva às telas o famoso livro de Chico Xavier

Criado por Redação OJE 25 Jul 2010 at 18:44. Atualizado pela última vez por Redação OJE 25 Jul, 2010.

© 2019   Criado por OJE.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço