Organização de Jovens Espíritas

Um mundo melhor OJE!

Há muito tempo atrás, na cidade de Santos – SP, foi aberta uma das primeiras casas espíritas.
Para se ter uma reunião nela (com palestras e passes) tinha que ficar um vigia do lado de fora para alertar quando estivesse chegando a policia, pois os padres católicos não aceitavam que fossem abertas casas espíritas na cidade e chamavam a policia para que fechassem a casa (na época).
Na verdade eles estavam com medo de nós espíritas sabermos a verdade por revelações dos espíritos, tal era o medo dos padres, medo de nós espíritas sabermos a verdade sobre Jesus, a verdade da vida sem ao menos sermos católicos.”


Nós, espíritas, somos conhecedores da verdade??
Sabemos ,mesmo o que e qual é a verdade?

Exibições: 36

Responder esta

Respostas a este tópico

Aqui vai uma opinião pessoalíssima, li todos os comentários e um dos que mais me encucou foi um em que li que quando desencarnarem as pessoas não espíritas terão uma baita surpresa, seja em colônia seja em umbral..

Certo, partindo desse pressuposto não acredito que os cristãos vão ter as ditas supresas, uma vez que a maioria acredita em céu e inferno que muito se assemelha as colônias e aos umbrais. Essa representação de céu e inferno seria um fragmento da verdade?

As vezes tenho a impressão de que a verdade é muito relativa, e pra piorar a situação ás vezes acho que até mesmo as verdades religiosas são relativas. É como se fosse um quebra-cabeça para mim, nenhuma religião pode ser descartada, nenhuma crença pode ser ignorada, por que no fundo parece que toda essa bagagem cultural será desmistificada e pertencerá as peças que compõe o quebra-cabeça, como resultado teremos o TODO da obra divina.

Se o espiritismo é a verdade? A única verdade absoluta?

Opinião pessoal, creio que não, mas nos trouxe um grande avanço para começarmos montar esse quebra-cabeça que são os mistérios da vida e da morte. É como se ele fosse um meio de sair do senso comum e penetrar no conhecimento mais elaborado sobre a realidade. Nem por isso ele tem o mérito da verdade, as verdades são subjetivas, e depende muito dos juizós de valores do observador, do meio em que está inserido, o contexto econômico e político..
Bom, ganhei um livro de aniversário de meu amigo Heitor Zanoni:

Unidade: Os princípios comuns a todas as religiões (Jeffrey Moses).

Fica a sugestão de leitura, é bem interessante, até pra refletirmos sobre essa questão.
Aaah e não é um livro dito "espírita".

^^

Abraços
Fato!! Hehe ^^

Pablo Hernandes Soares disse:
Voê me fez lembrar de uma frase dum antigo filósofo e religioso árabe do século XIII...

As lâmpadas são diferentes, mas a luz é a mesma!


Essa frase é de Rumi...
abraços
Bom amigos, tenho algumas visões um pouco diferentes, mas que a raiz está na mesma forma que vocês pensam...

penso que nós espíritas, nos julgamos cheios de respostas e cheios de compreenção espiritual, não podendo estar abaixo de outra religião como foi citado algumas vezes acima, e não podendo ter pouco valor. O objetivo da doutrina não é que sejamos espíritas e sim que sejamos pessoas melhores, pessoas que valorizem a moral acima de tudo e que com o amor possamos levar e tocar o mundo inteiro, mas isso não está incluso na palavra ESPÍRITA! muito pelo contrário nós todos intelectuais, cheios de palavras bonitas e com dons de oratória, poucas vezes, e digo isso por experiência própria, aplicamos realmente o que falamos, pouquissimas vezes temos fé suficiente para abalar estruturas inabaláveis, e com isso ficamos muito atrás dos que julgamos "inferiores" como católicos, evangelicos, budistas, induistas... seja lá qual religião, e vendo os comentários aqui percebo que isso cada vez mais se espalha, cada vez ficamos mais frios e calculistas, buscando respostas para as perguntas da vida corpórea e espíritual, e esquecemos que existe fé, e que a fé tras a aproximação de Deus e com essa vibração sim podemos ter a verdade absoluta que se chama AMOR!

Doutrinadores como eu, sei que vcs são, espero ter aberto uma brecha para novas reflexões assim como vocês me fizeram refletir sobre o que falaram *-*


grande abraço
Bom amigo pablo, de forma alguma eu estou desmerecendo o trabalho de vocês, só acho que se levarmos mesmo em consideração os pontos negativos das outras religiões deixando a nossa como superior não estaremos seguindo as raizes da doutrina. Volto a dizer que devemos dar mais valor nos atos de bem do que saber e seguir todas as linhas dos livros, como foi dito anteriormente a doutrina é CONSOLADORA e deve ser sim muito estudada e levada em consideração mas não se deve ser unica e exclusiva, devemos sempre estar abertos a novas vivencias e reflexões, e levando em consideração estar aberto, devemos sim levar em considerações outras religiões e não julga-las pq vimos na TV que aconteceu algo.

Vejo grande empenho de vocês em fazer acontecer nos projetos e nos desenvolvimento de atividades, só queria que refletissem que a Doutrina não está no topo das verdades, e nem no topo das ações. talvez estejamos no topo nas percepções e informações mas isso nm tem nada a ver com o real envolvimento moral que os praticantes teem.

Assim como você Pablo, me esforço, trabalho e ajudo com diversas atividades, mas temos que deixar esse orgulho de lado e pensar que existem pessoas que trabalham muito mais que nós seja nas igrejas católicas e evangélicas.

Desculpa se não soube me expressar direito, ou se de alguma forma te agredi, só queria que a reflexão de que somos tão imperfeitos quanto os de outras religiões ficasse evidente.

grande abraço
Concordo com você, Janaina.

Acredito que todos somos detentores de uma parte, maior ou menor, da verdade. Um dia, vencedores do orgulho, uniremos as nossas "verdades absolutas" e vislumbraremos a Verdade Divina.


JANAINA VALADARES TORRES disse:
Aqui vai uma opinião pessoalíssima, li todos os comentários e um dos que mais me encucou foi um em que li que quando desencarnarem as pessoas não espíritas terão uma baita surpresa, seja em colônia seja em umbral..

Certo, partindo desse pressuposto não acredito que os cristãos vão ter as ditas supresas, uma vez que a maioria acredita em céu e inferno que muito se assemelha as colônias e aos umbrais. Essa representação de céu e inferno seria um fragmento da verdade?

As vezes tenho a impressão de que a verdade é muito relativa, e pra piorar a situação ás vezes acho que até mesmo as verdades religiosas são relativas. É como se fosse um quebra-cabeça para mim, nenhuma religião pode ser descartada, nenhuma crença pode ser ignorada, por que no fundo parece que toda essa bagagem cultural será desmistificada e pertencerá as peças que compõe o quebra-cabeça, como resultado teremos o TODO da obra divina.

Se o espiritismo é a verdade? A única verdade absoluta?

Opinião pessoal, creio que não, mas nos trouxe um grande avanço para começarmos montar esse quebra-cabeça que são os mistérios da vida e da morte. É como se ele fosse um meio de sair do senso comum e penetrar no conhecimento mais elaborado sobre a realidade. Nem por isso ele tem o mérito da verdade, as verdades são subjetivas, e depende muito dos juizós de valores do observador, do meio em que está inserido, o contexto econômico e político..
Nós que estudamos a Doutrina Espírita, sabemos que nela não há verdades absolutas, e ninguém é dono da verdade. No Espiritismo não existem imposições; é caracterizado sim pelo estudo perseverante dos ensinamentos dos Espíritos Superiores, o estudo do fenômeno espírita e o exercício pleno do evangelho de Jesus - nosso guia e modelo. Divaldo Franco nos fala, segundo a orientação de Joana de Angelis, no Workshop do livro Em Busca da Verdade, que existem três verdade: a minha(particular), a do outro e a verdade universal. Sabemos mesmo o que é a verdade? Essa pergunta considero que não seja essa. Devemo-nos perguntar, sobre do nosso comportamento diante o conhecimento da "realidade da vida", que pelo concurso do estudo perseverante foi dado ao nosso mérito, e tantas vezes pela misericórdia divina. A maior verdade não seria a nossa realidade espiritual? Em que precisamos melhorar? É isso.

Para complementar, perguntaram a Jesus o que era a Verdade, e nesse momento magnífico, Jesus se cala. Será mesmo na nossa condição tão inferior vamos abri nosso bico, sem mesmo ter certa autoridade para isso, quando nessa hora nosso irmão maior silenciou? Verdade somente o Cristo, que é amor, devemos te-lo como guia.
Aqui cabe uma coisa importante que não é o ler tudo quanto é coisa referente ao espiritísmo pois se fazes isso podemos praticamente afirmar que irás cair em muitas mistificações..

Não é porque algo diz ser espírita ou estar de acordo com o espiritismos que isso o seja...

Vemos claramente em muitas casa espíritas nas quais os dirigentes não nasceram espíritas, e vindo de outras religiões guardam certos "vícios" e atração por rituais, imagens, formas de se dizer tal, ou tal coisa..

Na minha forma de ver não se pode ser cristão-espírita sem o estudo..

O fato de ir na casa espírita não o torna espírita, o torna um irmão que simpatiza com a doutrina e com alguns ensinamentos.
O ser espírita implica na vivência, e na reforma íntima sendo levado em conta o esforço que o indivíduo faz para se melhorar...

Muitas pessoas simpatizam com a doutrina hoje em dia, muitos procuram entende-la e estuda-la, mas se perdem em livros "contemporâneos" e não se preocupam com a Base da doutrina (Kardec) chegando a absurdos de dizer que kardec está ultrapassado....


Dissem isso pois chega um momento que sabendo das coisas tem conhecimento que o ser espírita significa abrir mão, e ainda não se veem prontos para seguir a Deus, e deixar de seguir a Mamomm....

Bem, a idéia não era escrever todo esse texto.. hahaha, mas vale a pena a lembrança desses pontos...


VANESSA TOLEDO disse:
Por q vc nao entendeu a parte em negrito????

Destacando q a opiniao eh: MINHA

Pois eh.. concordo com os dois acima ai!!!

E, pra mim, ESTUDAR é super importante!!!

Tenho muito a aprender ainda sabe... Mas estou no caminho... adoro ler tudo qto eh coisa referente ao espiritismo... Me esclarece muitas coisas...

^^
Pois eh...
Eu leio tudo quanto é livro sim...

Mas pra sair comentando, dizendo que é verdade, eu procuro em outras obras confiáveis, converso com pessoas mais estudiosas... FREQUENTO os estudos do meu centro espírita... e por aí vai...

Infelizmente o que tem de obra desnecessária, de obra falhas, e tals... nao dá pra acreditar em tudo que lê... Mas eu gosto de ler de tudo, pra ter até noção dos autores que posso ou nao procurar... dos sensacionalismos criados por alguns... ;-)


Arthur de Souza Carvalho disse:
Aqui cabe uma coisa importante que não é o ler tudo quanto é coisa referente ao espiritísmo pois se fazes isso podemos praticamente afirmar que irás cair em muitas mistificações..

Não é porque algo diz ser espírita ou estar de acordo com o espiritismos que isso o seja...

Vemos claramente em muitas casa espíritas nas quais os dirigentes não nasceram espíritas, e vindo de outras religiões guardam certos "vícios" e atração por rituais, imagens, formas de se dizer tal, ou tal coisa..

Na minha forma de ver não se pode ser cristão-espírita sem o estudo..

O fato de ir na casa espírita não o torna espírita, o torna um irmão que simpatiza com a doutrina e com alguns ensinamentos.
O ser espírita implica na vivência, e na reforma íntima sendo levado em conta o esforço que o indivíduo faz para se melhorar...

Muitas pessoas simpatizam com a doutrina hoje em dia, muitos procuram entende-la e estuda-la, mas se perdem em livros "contemporâneos" e não se preocupam com a Base da doutrina (Kardec) chegando a absurdos de dizer que kardec está ultrapassado....


Dissem isso pois chega um momento que sabendo das coisas tem conhecimento que o ser espírita significa abrir mão, e ainda não se veem prontos para seguir a Deus, e deixar de seguir a Mamomm....

Bem, a idéia não era escrever todo esse texto.. hahaha, mas vale a pena a lembrança desses pontos...


VANESSA TOLEDO disse:
Por q vc nao entendeu a parte em negrito????

Destacando q a opiniao eh: MINHA

Pois eh.. concordo com os dois acima ai!!!

E, pra mim, ESTUDAR é super importante!!!

Tenho muito a aprender ainda sabe... Mas estou no caminho... adoro ler tudo qto eh coisa referente ao espiritismo... Me esclarece muitas coisas...

^^
Só pra constar o que foi escrito: "Se eles nao acreditam, por exemplo, em vida após a morte, porém sao cristaos, o unico problema será a surpresa que terão ao desencarnar"

Primeiramente: BAITA SURPRESA, ficou muito forte, e nao foi o que eu disse...
Segundo: Vc concorda comigo, que quando a gente nao tem conhecimento da existencia de algo, e esse algo acontece, ou aparece nao sei, é uma surpresa?!?!?!?

Pois eh, se ALGUEM QUE NAO ACREDITA EM VIDA APÓS A MORTE, morre, e vê que continua vivo, será uma surpresa nao?!?!?
Não necessariamente uma surpresa ruim...

No caso de um suicida por exemplo, nao será uma boa surpresa...

No caso de um ateu, saber q continua vivo, pode ser uma boa surpresa...

No caso de um nao espirita, porém cristao, pode ser uma otima surpresa...

Foi o que eu quis transparecer... Desculpa se não deu pra entender!

JANAINA VALADARES TORRES disse:
Aqui vai uma opinião pessoalíssima, li todos os comentários e um dos que mais me encucou foi um em que li que quando desencarnarem as pessoas não espíritas terão uma baita surpresa, seja em colônia seja em umbral..

Certo, partindo desse pressuposto não acredito que os cristãos vão ter as ditas supresas, uma vez que a maioria acredita em céu e inferno que muito se assemelha as colônias e aos umbrais. Essa representação de céu e inferno seria um fragmento da verdade?

As vezes tenho a impressão de que a verdade é muito relativa, e pra piorar a situação ás vezes acho que até mesmo as verdades religiosas são relativas. É como se fosse um quebra-cabeça para mim, nenhuma religião pode ser descartada, nenhuma crença pode ser ignorada, por que no fundo parece que toda essa bagagem cultural será desmistificada e pertencerá as peças que compõe o quebra-cabeça, como resultado teremos o TODO da obra divina.

Se o espiritismo é a verdade? A única verdade absoluta?

Opinião pessoal, creio que não, mas nos trouxe um grande avanço para começarmos montar esse quebra-cabeça que são os mistérios da vida e da morte. É como se ele fosse um meio de sair do senso comum e penetrar no conhecimento mais elaborado sobre a realidade. Nem por isso ele tem o mérito da verdade, as verdades são subjetivas, e depende muito dos juizós de valores do observador, do meio em que está inserido, o contexto econômico e político..
Bom Arthur, concordo com tudo o que você disse, mas acho que está sendo radical demais dizendo que pessoas que não nascem espíritas conduzam o trabalho de forma incoerente à doutrina, concordo com tudo sobre kardec e obras básicas, e que temos que rever o conceitos contemporâneos, mas dizer que pessoas não nascidas espíritas vc está indo contra a igualdade dos seres e o espírita nm passa de mais na imensidade e na diversidade de conceitos sobre a vida e a morte!

Arthur de Souza Carvalho disse:
Aqui cabe uma coisa importante que não é o ler tudo quanto é coisa referente ao espiritísmo pois se fazes isso podemos praticamente afirmar que irás cair em muitas mistificações..

Não é porque algo diz ser espírita ou estar de acordo com o espiritismos que isso o seja...

Vemos claramente em muitas casa espíritas nas quais os dirigentes não nasceram espíritas, e vindo de outras religiões guardam certos "vícios" e atração por rituais, imagens, formas de se dizer tal, ou tal coisa..

Na minha forma de ver não se pode ser cristão-espírita sem o estudo..

O fato de ir na casa espírita não o torna espírita, o torna um irmão que simpatiza com a doutrina e com alguns ensinamentos.
O ser espírita implica na vivência, e na reforma íntima sendo levado em conta o esforço que o indivíduo faz para se melhorar...

Muitas pessoas simpatizam com a doutrina hoje em dia, muitos procuram entende-la e estuda-la, mas se perdem em livros "contemporâneos" e não se preocupam com a Base da doutrina (Kardec) chegando a absurdos de dizer que kardec está ultrapassado....


Dissem isso pois chega um momento que sabendo das coisas tem conhecimento que o ser espírita significa abrir mão, e ainda não se veem prontos para seguir a Deus, e deixar de seguir a Mamomm....

Bem, a idéia não era escrever todo esse texto.. hahaha, mas vale a pena a lembrança desses pontos...


VANESSA TOLEDO disse:
Por q vc nao entendeu a parte em negrito????

Destacando q a opiniao eh: MINHA

Pois eh.. concordo com os dois acima ai!!!

E, pra mim, ESTUDAR é super importante!!!

Tenho muito a aprender ainda sabe... Mas estou no caminho... adoro ler tudo qto eh coisa referente ao espiritismo... Me esclarece muitas coisas...

^^
Eu compreendo

EU não quiz dizer de uma forma generalizada, e digo isso pelo que vejo na região em que vivo...
Infelizmente aqui muitos dos que "não nasceram espíritas" se simpatizaram mas não tiveram o devido cuidado com o estudo, dai que vieram os problemas pois são ótimas pessoas, mas com algumas visões distorcidas acabam trazendo coisas não espíritas para uma casa espírita...

acho que assim eu consigo ser um pouco mais claro.....



Igor Fernandes disse:
Bom Arthur, concordo com tudo o que você disse, mas acho que está sendo radical demais dizendo que pessoas que não nascem espíritas conduzam o trabalho de forma incoerente à doutrina, concordo com tudo sobre kardec e obras básicas, e que temos que rever o conceitos contemporâneos, mas dizer que pessoas não nascidas espíritas vc está indo contra a igualdade dos seres e o espírita nm passa de mais na imensidade e na diversidade de conceitos sobre a vida e a morte!

Arthur de Souza Carvalho disse:
Aqui cabe uma coisa importante que não é o ler tudo quanto é coisa referente ao espiritísmo pois se fazes isso podemos praticamente afirmar que irás cair em muitas mistificações..

Não é porque algo diz ser espírita ou estar de acordo com o espiritismos que isso o seja...

Vemos claramente em muitas casa espíritas nas quais os dirigentes não nasceram espíritas, e vindo de outras religiões guardam certos "vícios" e atração por rituais, imagens, formas de se dizer tal, ou tal coisa..

Na minha forma de ver não se pode ser cristão-espírita sem o estudo..

O fato de ir na casa espírita não o torna espírita, o torna um irmão que simpatiza com a doutrina e com alguns ensinamentos.
O ser espírita implica na vivência, e na reforma íntima sendo levado em conta o esforço que o indivíduo faz para se melhorar...

Muitas pessoas simpatizam com a doutrina hoje em dia, muitos procuram entende-la e estuda-la, mas se perdem em livros "contemporâneos" e não se preocupam com a Base da doutrina (Kardec) chegando a absurdos de dizer que kardec está ultrapassado....


Dissem isso pois chega um momento que sabendo das coisas tem conhecimento que o ser espírita significa abrir mão, e ainda não se veem prontos para seguir a Deus, e deixar de seguir a Mamomm....

Bem, a idéia não era escrever todo esse texto.. hahaha, mas vale a pena a lembrança desses pontos...


VANESSA TOLEDO disse:
Por q vc nao entendeu a parte em negrito????

Destacando q a opiniao eh: MINHA

Pois eh.. concordo com os dois acima ai!!!

E, pra mim, ESTUDAR é super importante!!!

Tenho muito a aprender ainda sabe... Mas estou no caminho... adoro ler tudo qto eh coisa referente ao espiritismo... Me esclarece muitas coisas...

^^

Responder à discussão

RSS

A OJE foi criada com o ideal da união de jovens espíritas, sua sede é em Uberlândia-MG onde trabalhamos para união de mocidades da cidade.

Badge

Carregando...

Notas

Confira os destaques do Movimento Espírita na Europa

Criado por Redação OJE 25 Jul 2010 at 19:11. Atualizado pela última vez por Redação OJE 25 Jul, 2010.

Filme "Nosso Lar" leva às telas o famoso livro de Chico Xavier

Criado por Redação OJE 25 Jul 2010 at 18:44. Atualizado pela última vez por Redação OJE 25 Jul, 2010.

© 2019   Criado por OJE.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço