Organização de Jovens Espíritas

Um mundo melhor OJE!

um homem teria que tomar uma difícil decisão, certo dia ocorreu o parto prematuro de sua esposa e os médicos viraram para o homem e disse que só poderia salvar seu filho ou a sua mulher e se fosse você qual seria sua escolha?

Exibições: 36

Responder esta

Respostas a este tópico

De bate-pronto, a mulher. Muito provavelmente ela iria me reprimir por isso depois. E eu também nunca tive a experiência de passar alguns meses sendo pai, bajulando a criança, sentindo tantas alegrias e responsabilidades. Mas o tempo que teria passado com a criança, também teria passado com a esposa. Seria difícil o baby crescer sem a mãezinha. E optando pela encarnação mais experiente... porém, será mesmo, que tentando salvar a criança, a chance da mãe sobreviver é zero? É o tipo de situação que só na situação pra saber.. hehe
Olha... NA MINHA opiniao... deve-se salvar a mulher...
uma vez escutei que devemos salvar a mulher devido ao fato de que futuramente o casal pode tentar novamente ter outro filho... e se desejarem, podem ter mais de um...
e concordei plenamente com isso!!!
Infelizmente neste caso, a escolha de um ou de outro, SEMPRE trará dor... Mas a partir do momento que confiamos em Deus DE VERDADE, toda dor se torna SUPERÁVEL!
É provável que nesta situação, o que iremos sofrer depois não terá o mesmo peso de um aborto (no caso dele escolher a vida da mulher), devido as circunstâncias. Com relação a escolha, se eu fosse o homem, escolheria a mulher, devido ao bebe ser prematuro(já é um risco), e ao fato dela poder ter mais filhos depois. Porém, sabemos que essa decisão não envolve só as nossas escolhas, vai muito do pensamento de cada um, e do enredo que está se desenrolando naquela familia alí...
Olha, escolheria a mulher sem nenhum remorso. A mulher está em fase adulta e tem condições de se reproduzir novamente.
Com relação à criança, há aquela possibilidade de que sua missão se resumisse somente até a gestação.
Pode ocorrer a dor da perda, mas sabemos muito bem o q se passa na verdade.
Eu escolheria a mulher...como foi dito anteriormente pelos amigos, a mulher provavelmente podera ter mais filhos, e se nao puder, o casal pode adotar e dar um lar a uma criança sem familia!!!o bebe ja é prematuro, entum tem o risco dele nem sobreviver após o nascimento!!!Eu faria mtas preces pedindo auxilio a Deus para fazer o melhor.
Falou e disse...."Eu faria mtas preces pedindo auxilio a Deus para fazer o melhor"

Cris Schmitt disse:
Eu escolheria a mulher...como foi dito anteriormente pelos amigos, a mulher provavelmente podera ter mais filhos, e se nao puder, o casal pode adotar e dar um lar a uma criança sem familia!!!o bebe ja é prematuro, entum tem o risco dele nem sobreviver após o nascimento!!!Eu faria mtas preces pedindo auxilio a Deus para fazer o melhor.
então...eu tbm salvaria a mulher... mesmo pq o livro dos espiritas diz tanto nesse caso quanto no de abortos.."melhor salvar um ser ja totalmente formado do que um ainda em formação"..não são bem essas as palavras...mas eh meio q isso....

sabendo ja que esse espirito kid vai ser desencarnado, haverão outras chances para sua encarnação e cumprimento de suas provas...
e tbm nda acontece por acaso...e essa perda seria uma grande prova para os pais...
Bem decisao dificil essa,mas se nos foi dado essa tarefa de 'escolher' entre a vida de dois seres,eu escolheria a da mulher,pois vivendo quem sabe ela nao possa,novamente engravidar e dar a luz a esse filho que por causas que desconhecemos nao conseguiu reencarnar na outra tentativa.O que torna essa decisão muito complicada sao os laços de carinho e amor que teriamos com mãe,toda uma vivencia,mas por outro lado um ser fragil esta prestes a nascer e depende de nossa decisão que isso prossiga ou nao.Pra mim é uma das escolhas mas dolorosas de serem tomadas,mas precisamos confiar que algo maior que nós,um amor infinito nos assiste e nos ilumina dando força e fé para continuar acreditando que as coisas vao melhorar.
com a criança ou com a mãe eu poderia e com certeza assumi um compromisso reencarnatório.....
a mãe é um ser procriador....
a criança um ser que viria a procriar se desenvolver...
mas quem sou eu pra fazer escolhas, o pai sabe o que tem que ser feito...
Oraria, escolheria a mãe e pedia a Deus uma nova oportunidade para o meu filho(a)
Boa!

Douglas Camargo disse:
Oraria, escolheria a mãe e pedia a Deus uma nova oportunidade para o meu filho(a)
Bem pessoal eu axo assim,nao escolheria nenhum nem outro,pediria a Deus que iluminasse o médico tentando salvar as duas vidas mas nao tendo como tanto a mulher qto a criança poderia estar passando como prova e missão para o homen que ira cuidar,no caso quem sobrevivesse.Além da mulher ter esse dom da procriação,a criança poderia ter uma grande missao aki na Terra,entao axo bem relativo em escolhas,pois tanto a morte de um qto o outro é um sofrimento para todos.Também acontece em que o espirito que vai reencarnar precisa passar por esse sofrimento ou morte para estar evoluindo.Bem tlvz esteja equivocada mas é a forma em que penso.

Responder à discussão

RSS

A OJE foi criada com o ideal da união de jovens espíritas, sua sede é em Uberlândia-MG onde trabalhamos para união de mocidades da cidade.

Badge

Carregando...

Notas

Confira os destaques do Movimento Espírita na Europa

Criado por Redação OJE 25 Jul 2010 at 19:11. Atualizado pela última vez por Redação OJE 25 Jul, 2010.

Filme "Nosso Lar" leva às telas o famoso livro de Chico Xavier

Criado por Redação OJE 25 Jul 2010 at 18:44. Atualizado pela última vez por Redação OJE 25 Jul, 2010.

© 2019   Criado por OJE.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço